Pensar Hoje - retratos do agora

sexta-feira, 2 de abril de 2010

E hoje o pensar muda para o que era antes

Passei, ontem, por um lugar querido.

Como muitos sabem, lugares queridos emocionam. Revi algumas pessoas muito importantes na vida. Não, não são líderes, professores, chefes. São pessoas que compunham o dia-a-dia, formavam parte da vida e da rotina.

É uma homenagem a essas pessoas que constroem parte de nossa vida sem que saibamos - ou, até, sem que elas próprias saibam. De atendentes de padaria a garçons de bares, frentistas ou até funcionários de estacionamentos, pessoas fazem vidas sem que sequer percebam - ou, se percebem, o fazem muito bem.

Parece estranho, mas percebemos muito disso só depois de mudarmos para outro lugar. E, se não nos revisitamos, não vemos o que fomos e talvez também não percebamos quem podemos ser.

Mais bonito ainda é rever certos brilhos nos olhos. Estes não podemos descrever, então cabe a nós cuidarmos de guardar, amanhã podemos não voltar.

Muito obrigado.

Um comentário:

Paloma Fraga disse...

e pra voltar é preciso respirar.

Eu estava a procura deste teu blog, mas nao lembrava o endereço. Mas valeu o tempo de espera.

Continue respirando, no seu tempo preciso. Porque tens um jeito único de inspirar.